O investimento direto no país – IDP somou US$ 234 milhões, abaixo do piso das expectativas de mercado de US$ 1,1 bilhão. Segundo BC, as empresas estrangeiras que já estavam no País registraram prejuízo em abril, o que é representado como “lucro negativo”, com redução do estoque de IDP no mês. Normalmente, as empresas ao registrarem e reterem seus lucros aumentam o estoque de investimentos diretos.

Outro fator para o IDP menor em abril foi a virtual estabilidade nos empréstimos intercompanhia no mês. Provavelmente, as matrizes no exterior se depararam com uma situação de caixa apertada o que conteve os empréstimos a suas subsidiárias no Brasil. Em maio, BC projeta um fluxo de IDP em torno de US$ 1,5 bilhão.

Os investimentos estrangeiros continuaram a reduzir suas posições nos mercados locais de renda fixa e variável por conta da piora na percepção de risco. Forte contração econômica, decorrente das medidas de distanciamento social, problemas políticos e incertezas fiscais são os principais fatores dessa piora do risco.