O Brasil é um país que oferece uma vasta diversidade de ambientes naturais, serras, chapadas, matas, campos e alagados, que poderão ser contemplados nas páginas do livro Brasis – Paisagens Naturais do fotógrafo e ambientalista Antônio José Maia Guimarães.

Durante mais de 15 anos, algumas das mais belas paisagens deste país, como o cerrado mineiro, as serras gaúchas, as chapadas Diamantina, dos Veadeiros e dos Guimarães, pantanal, dentre outras, foram registradas com o objetivo de oferecer ao leitor a oportunidade de conhecer, por meio do poder revelador da fotografia, uma natureza exuberante e diversa, algumas vezes preservadas e outras ameaçadas pelo homem, com sua capacidade de transformar e interferir no ambiente que o rodeia.

Segundo o fotógrafo “Ao longo de toda esta trajetória, constatei que a natureza, em sua plenitude, guarda consigo os mais profundos mistérios, os quais podem nos ser revelados quando a respeitamos. São forças que podem ser sentidas quando passamos a fazer parte das intrincadas relações presentes nos ecossistemas. Fotografar a natureza é um privilégio, é estar em contato direto com cenários naturais e criaturas magníficas. É, sem dúvida alguma, olhar para o universo e, ao mesmo tempo, para si mesmo”.

Antonio José Maia Guimarães nasceu em Araguari, estado de Minas Gerais, depois de participar de diferentes cursos de fotografia, especializou-se em registrar as paisagens naturais, dos diversos ambientes que percorreu. Engenheiro Agrônomo e Ecólogo por formação, também é considerado um ambientalista com atuação em diversas áreas do conhecimento da natureza, além de vasta experiência na área ambiental, tanto no poder público como na iniciativa privada.

Especificações técnicas do livro:

122 fotos

128 páginas – 4 x 4 cores

Formato: 25 x 30 cm

Capa dura/lombada quadrada– 4 x 0 cores

Bilíngue

Venda: Livraria da Rua, Canto do Livro e pelo site www.projetobrasis.com.br

O projeto, viabilizado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, foi patrocinado pelo Grupo Casa do Adubo. Uma realização da Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Governo Federal.