Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Solenidade do lançamento das obras do Aeródromo Inhotim ocorreu no auditório da PUC Minas Betim no dia 22 de fevereiro. O aeródromo ficaráem uma área de cerca de 2,8 milhões de metros quadrados, no Bandeirinhas. Serão investidos, exclusivamente pela iniciativa privada, R$ 160 milhões. 

A construção foi autorizada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e recebeu a licença ambiental do Conselho Municipal de Desenvolvimento Ambiental (CO-DEMA). O aeródromo receberá voos de aviação executiva, charter e cargas, voos regionais, além de dar suporte as atividades de manutenção e hangaragens de aeronaves. O aeródromo servirá de suporte para um volume de 40 mil pousos e decolagem de visitantes do museu do Inhotim, um dos maiores centros de arte contemporânea do mundo. Também há previsão da chegada de escolas de pilotagem. ,

INFRAESTRUTURA E INVESTIMENTO 

O projeto do Aeródromo Inhotim foi elaborado em colaboração com a Empresa de Construções, Obras, Serviços, Projetos, Transporte e Trânsito de Betim (Ecos) e prevê uma pista de pouso de 1.800 metros de comprimento por 45 metros de largura na primeira etapa, com possibilidade de expansão ao longo dos anos para 2.500 m. A pista está homologada para receber aeronaves do porte de Boing 737. O projeto prevê a construção de 24 hangares da iniciativa privada.

A previsão é de que a construção do empreendimento seja finalizada em julho de 2019. A execução do projeto será realizada em três etapas. A primeira, que terá duração de oito meses, inclui limpeza, terraplanagem e drenagem do terreno. A partir de novembro de 2018, será feita a pavimentação asfáltica e, depois, será realizada a edificação,com a construção do terminal e dos hangares.

Os investidores do Aeródromo Inhotim são empresas atuantes no município, com plena atividade econômica. MRV Engenharia, Grupo MBK, Paineiras Urbanização, Mass Empreendimentos, Aprove Construções e Empreendimentos, Gtop Engenharia, Gatti Engenharia e Parques Mondovi e Torino compõe o grupo daqueles que investirão na obra. 

DESENVOLVIMENTO E OPORTUNIDADE

O empreendimento será responsável por proporcionar um novo ciclo de desenvolvimento, atraindo diversas indústrias de alta tecnologia, manutenção aeronáutica, produtos farmacêuticos e turismo. Além disso, a expectativa é de que a obra gere 640 empregos diretos e outros 21 mil postos de trabalho diretos e indiretos quando o aeródromo estiver em pleno funcionamento.

Segundo Luiz Tito, presidente da Orion Participações, empresa empreendedora do aeródromo, a construção marca não só para Betim, mas para toda a região, um momento especial de resposta de um grupo de sólidos investidores que acreditaram no desenvolvimento do município e das cidades vizinhas. “Concebida para ser a segunda mais importante instalação do gênero em Minas, o Inhotim suportará, inicialmente, com conforto técnico, as demandas de aviação executiva, de voos Charter do turismo. O aeródromo, com obras de terraplanagem já iniciadas, poderá abrigar também centros de treinamento e manutenção de aeronaves, de pequeno e médio porte. Sua inauguração, esperamos, ocorrerá em 18 meses”, explicou o empresário. 

O prefeito Vittorio Medioli ressaltou que o aeródromo futuramente poderá ser ampliado. “O projeto nasce com características para atender ao aumento da demanda dos próximos 20 anos. Foi pensado para ser atraente, econômico e eficiente operacionalidade”.