Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Amiga do Pérola Negra por mais de duas dé-cadas, a cantora mineira Sandra Brown faz seu jus-to “Tributo a Luiz Melodia”, com estreia nacional em Belo Horizonte, no espaço cultural CBOM, na Pam-pulha, no dia 7 de outubro. Acompanhada do percus-sionista Carlos Bolão (que já foi da banda de Caetano Veloso), do baixo de Pedro Fonseca e do violão de Jorge Bonfá (sobrinho-neto do mestre Luiz Bonfá), ela canta os hits do amigo de praia, palco e bar e ainda promete surpresas.

MELÔ POR SANDRA

“Ele nasceu no dia do nascimento do meu pai e morreu no dia do meu nascimento. Foi um choque, uma dor que eu vou levar pro resto da vida. E foi elé-trico… choque de guitarra. Uma coisa pulsando tão forte no meu coração que passei um batom vermelho e sai pra comprar vinho… Celebrei a vida e a morte. Dói falar sobre isso. E aí, caí de cabeça no artista ge-nial, talvez tentando trazê-lo mais perto. E é um amor tão grande, que fez pintar essa necessidade de fazer o show. Um tributo, minha homenagem. Há muitos anos, meus shows revelam as minhas composições e este show é todo dele, do repertório dele, é pra todo mundo cantar junto. As músicas são mantras… É um show, também, de gratidão de devoção, de perpetua-ção. Viva Luiz Melodia!”

Semana Criativa de Tiradentes

De 26 a 29 de outubro acontece a Semana Criativa de Tiradentes. A cidade histórica mineira vai receber designers brasileiros conhecidos que vão criar peças de artesanato com artesãos locais usando pe-dra-sabão, madeira, metal e bordados. As peças serão apresentadas e vendidas ao público no evento. Além do laboratório de designers com artesãos locais para que troquem conhecimento e produzam juntos; pales-tras e bate-papos sobre criatividade, empreendedo-rismo, design e artesanato de tradição; workshops de ‘DIY’ – Do it Yourself; para engajar as pessoas que não têm relação com design. E até um ‘agulhaço’  vai acon-tecer dentro de uma igreja histórica e ganhar a praça principal da cidade, onde irão unir tricoteiros, croche-teiros e bordadeiros para trabalharem juntos.

Amanhã hoje é ontem

Jornalista, apresentadora de TV e outras cositas mas, Daniella Zupo emocionou até quem não é de mostrar sensibilidade com a série de vídeos “Amanhã Hoje é Ontem” (www.youtube.com/daniellazupo), que agora virou livro. Lançado pela editora Ramalhete, é a versão literária da websérie lançada em 2016 e selecionada para o festival “Short to the point”, na Romênia, ao lado de filmesda França, EUA, Coréia, India, Polônia, Inglaterra e Holanda. Também concorreu na categoria “Melhor Série Diversidade” no Rio Web Fest, maior celebração internacional da internet no Brasil, que aconteceu em dezembro na Cidade das Artes (RJ) , ao lado de  nove filmes de diversos países

Show do Tênis

O mesmo pode ser dito de Lô Borges, com a turnê de lançamento do antológico disco do tênis. O clássico álbum dos anos 70 nunca havia estado no pal-co. Virou show graças ao trabalho meticuloso de Pablo Castro, que transformou em música ao vivo todas as faixas do LP. Lô assumiu a empreitada e caiu na estrada com a mais antiga das novidades do Clube da Esquina.

As festas de Arnaldo

A exposição de artes plásticas que o mutante Arnaldo Baptista fez em setembro, na Carminha Ma-cedo Galeira de Arte, no Ponteio Lar Shopping, ren-deu a Arnaldo uma série de encontros com fãs, amigos novos e antigos e curiosos. Essa foi apenas a terceira individual de Arnaldo, que prepara disco novo (“Esphe-ra”) e saiu da experiência revitalizado.

Esperança na Praça

A direção do tradicional festival da canção de Boa Esperança, um dos mais antigos e tradicio-nais do país, acertou em, após 46 anos, transplantar a edição de 2017 do clube para a praça pública. O público e os artistas adoraram. No ano que vem, a ideia é ocupar a orla da lagoa, ampliando ainda mais a plateia.

Rumor de pétala

Por falar em editora e livraria Scriptum:  Rumor de pétala, do poeta Wagner Moreira,  inaugura o selo Edi-ções Alma de Gato,  que  busca abranger “ o espaço de divulgação de obras que reflitamo desejo do público de conhecer diversos temas socioculturais, acadêmicos e artísticos que vigoram no meio social contemporâneo”. Rumor de pétala, tem como base o haiku, a partir dos temas amor, morte e poesia. Exemplos: “atravessar qual-quer estação / perfume de flor/ venta o verso”;   “um pátio de sombra/ a poesia é velha/ o puro cheiro de lilás”; “respirar vertiginosos/ mares sepulcrais / fluxos fles” .

O último romântico?

Talvez Lulu Santos tenha sido precipitado quando se decretou o último romântico. O poeta mi-neiro Kaio Carmona consegue tratar das coisas do amor com uma linguagem sofisticada,precisa e pra-ticamente inaugurar um lirismo individual sem der-ramamento de mel. “Para quando” é o mais recente livro de Kaio, lançado pela editora Scriptum. Poeta e professor de literatura, doutor em Estudos Literários pela UFMG e autor dos livros “Um lírico dos tempos” (Scortecci, 2006) e “Compêndios de amor” (Scrip-tum, 2013), o poeta acerta mais uma vez.