Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

A imprensa e a publicidade mineiras perderam, no dia 30 de maio de 2015, um de seus mais renomados profissionais. Édison Zenóbio, diretor- geral do Estado de Minas, faleceu, aos 84 anos, em decorrência de choque séptico e hematoma subdural agudo, causados por uma queda.
Dos 70 anos de vida de trabalho, 60 foram dedicados aos Diários Associados.
Natural de Belo Horizonte, Zenóbio começou sua carreira no Diário da Tarde, onde foi repórter de Esportes e gerente comercial. No jornal Estado de Minas, exerceu diversos cargos, como gerente e superintendente de publicidade, antes de chegar à diretor-geral. Também presidiu o condomínio dos Diários Associados e, atualmente, era o cabecel do condomínio e presidente da Fundação Assis Chateaubriand. Além disso, o jornalista e publicitário mantinha há mais de 30 anos, no Estado de Minas, a coluna Arte Final, dedicada a notícias sobre o mercado mineiro de comunicação e marketing.
“A publicidade é um dos maiores bens da nossa época, insufla nossos olhares, dá dimensão à qualidade, valoriza a árvore, o rochedo e o monumento, a fábrica e o trabalho”, discursou, quando o Sindicato das Agências de Propaganda do Estado de Minas Gerais (Sinapro) homenageou a coluna. Sua trajetória também foi reconhecida pelo próprio jornal Estado de Minas que criou, em 2012, o prêmio Édison Zenóbio, com o objetivo de prestigiar as melhores estratégias de comunicação.
Carisma, simplicidade e lealdade estavam entre as características mais comumente atribuídas a Zenóbio. “Perdi não só um companheiro de trabalho de mais de cinco décadas, que me acompanhou e me apoiou desde o meu início na empresa.
Perdi também um grande amigo, que eu admirava muito”, destacou o diretor-presidente do Estado de Minas, Álvaro Teixeira da Costa.
O jornalista e publicitário deixou três filhos: Édison, Rodrigo e Eduardo, do casamento com Marlene Normand Zenóbio.