Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Lideranças políticas e empresariais do estado e cerca de 50 prefeitos da Zona da Mata Mineira reuniram-se na Fiemg Regional Zona da Mata, em Juiz de Fora, no dia 19 de junho, e firmaram parceria para alavancar o crescimento econômico da região. “A hora de pedir acaba aqui. Agora é hora de realizar”, disse o presidente da Fiemg Regional Zona da Mata, Francisco Campolina. Durante o “Encontro Regional para o Desenvolvimento da Zona da Mata Mineira”, foram detalhados os itens do estudo “Perspectivas de Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira”, elaborado pela Fiemg. 
O documento possui mais de 40 propostas para os 142 municípios da Zona da Mata Mineira. Ele sugere, principalmente a criação de um regime tributário diferenciado para o ICMS às indústrias da região, criação de um novo distrito industrial em Juiz de Fora, além de obras de infraestrutura, entre elas, a conclusão do acesso ao Aeroporto Presidente Itamar Franco, em Juiz de Fora. As obras sugeridas estão avaliadas em cerca de R$ 350 milhões.
“Não podemos ficar esperando acontecer, temos que fazer acontecer, trabalhar juntos pela Zona da Mata, sem ideologia política. Se dermos as mãos não tem como dar errado. Temos que ser revolucionários, como mandou o Papa Francisco. Os deputados podem nos ajudar a fazer com que as coisas andem e Minas precisa estar unida para ajudar”, disse o presidente da Fiemg, Olavo Machado Junior.
As propostas foram entregues ao secretário de Desenvolvimento Econômico de Minas, Altamir Rôso, que prometeu fazer a interlocução com outras instâncias do governo para que elas sejam cumpridas. “Este encontro tem relação direta com o que o governo de Minas pretende, debater problemas e propor soluções em conjunto com os setores envolvidos”, disse, garantindo que entregaria o documento ao governador Fernando Pimentel. “Vou levar pessoalmente e trabalhar para que as propostas se tornem realidade. O estudo Perspectivas de Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira trabalha com prioridades que passarão a ser também prioridades do governo”, prometeu.