Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

Uma das marcas mais antigas e tradicionais do segmento de saúde em Minas Gerais, a Unimed-BH tem o cuidado das pessoas em sua essência e trabalha para assegurar o atendimento de qualidade aos clientes. O alcance desse objetivo e a relevância da cooperativa são evidenciados com o resultado no XX Prêmio Top of Mind – MercadoComum – Marcas de Sucesso – Minas Gerais – 2015, em que foi a vencedora no segmento Plano de Saúde BH. 
Segundo o diretor-presidente da Unimed-BH, Samuel Flam, a credibilidade se deve ao trabalho norteado por valores consolidados e buscando traduzir credibilidade, confiança e segurança, elementos valorizados e diferenciais na escolha da operadora. “Nossa trajetória nos tornou sinônimo de plano de saúde entre os mineiros, o que reflete os nossos investimentos em inovação, qualificação da assistência e da gestão e no relacionamento com os clientes”, afirma. Consequência da estratégia foi a conquista, no nível mais alto, da acreditação no Programa de Acreditação das Operadoras de Planos de Saúde e do Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), também na melhor faixa. Ambas iniciativas são da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e, em conjunto, posicionam a cooperativa como a melhor entre as maiores operadoras de plano de saúde do Brasil.
Presença e resultados
Atuando em 34 municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Unimed-BH conta com mais de 1,27 milhão de clientes e 5,5 mil médicos cooperados. A rede assistencial é composta por 368 hospitais, clínicas e laboratórios, considerando-se unidades credenciadas e próprias. Em 2014, a Cooperativa realizou oito milhões de consultas médicas, 24 milhões de exames  complementares e 140 mil internações.
Mesmo em um cenário de desaceleração na economia, com dados da ANS registrando queda do número de beneficiários de planos de saúde na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a Unimed-BH conquistou 57 mil novos clientes, um aumento de 4,7% na carteira total face ao ano anterior. A receita operacional bruta foi de R$ 3,25 bilhões no ano, com 85% do valor, ou seja, R$ 2,75 bilhões, direcionados para a assistência à saúde, injetados nos consultórios médicos, hospitais, clínicas e laboratórios. Importante frisar que 97,5% do valor gerado pela cooperativa foram devolvidos à sociedade na forma de prestação de serviços, geração de empregos, contratação de fornecedores, ações sociais, impostos e provisões obrigatórias, entre outros.
Qualificação e foco no cuidado
Para manter o crescimento sustentado da carteira, a cooperativa prioriza a melhoria contínua da prestação de serviços. Isso é feito por meio de trabalho permanente de apoio à estruturação e qualificação da rede assistencial, a partir de um programa de incentivo à acreditação dos hospitais credenciados que envolve apoio técnico e financeiro. Desde 2005, R$ 134 milhões foram destinados à remuneração diferenciada dos hospitais qualificados, R$ 28 milhões apenas em 2014. Como resultado, os 24 hospitais acreditados ou certificados, cinco dos quais com títulos internacionais, já respondem por 82% das internações realizadas. 
São feitos, ainda, investimentos para simplificar, padronizar e agilizar processos, para estar sempre à disposição do cliente, com a rapidez e a resolutividade necessárias. O modelo adotado para o cuidado e o relacionamento reúne a promoção da saúde, a prevenção e o gerenciamento de doenças e de casos complexos. O vínculo com o médico de referência é tido como elemento essencial para o cuidado, permitindo o acompanhamento próximo do paciente e a atuação preventiva. A construção desse elo é estimulada, especialmente, nos programas de atenção à saúde, baseados nos consultórios dos cooperados. Em 2014, quase 124 mil clientes foram acompanhados em pelo menos uma linha de cuidado. Pesquisa com mais de três mil pacientes acompanhados em consultório ou no domicílio indicou 81,6% de satisfação com os programas. 
Entre as ações preventivas, um exemplo bem-sucedido é o estímulo à realização da mamografia a cada dois anos, entre as mulheres com idade entre 50 e 69 anos. Após as campanhas anuais, a taxa de diagnóstico do câncer de mama entre o público-alvo subiu 8%. Ou seja, a ação tem atingido seu objetivo de permitir a detecção da doença, o que propicia maiores chances de cura.
 “Crescemos na prestação de serviços e, especialmente, na avaliação favorável dos clientes e do mercado. Sabendo que nossa cooperativa é a soma do trabalho de cooperados, colaboradores, clientes e parceiros, cabe a nós promover o cuidado para prosseguirmos em uma trajetória de sucesso”, completa Samuel Flam.