Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec nec mauris interdum, suscipit turpis eget, porta velit. Praesent dignissim sollicitudin mauris a accumsan. Integer laoreet metus

O crescimento econômico do Brasil vem atraindo a atenção de investidores e de trabalhadores estrangeiros. Porém, a contratação de estrangeiros por empresas locais divide a opinião pública, conforme demonstra pesquisa feita pelo IBOPE Inteligência em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN). Dos 2.002 entrevistados, 42% acham que a vinda de trabalhadores de outros países é boa para o Brasil, mas 40% acreditam que isso não é bom.

Realizada em 58 países, com 52.913 entrevistados, a pesquisa aponta que na média global a chegada de trabalhadores estrangeiros não é vista com bons olhos:

38% acham ruim, 35% acham bom e 23% nem bom, nem ruim. “Se por um lado a vinda de profissionais estrangeiros pode auxiliar a qualificação da mão de obra local, por outro, pode acirrar a concorrência pelas vagas de empregos”, diz a diretora executiva de marketing e novos negócios do IBOPE Inteligência, Laure Castelnau.

E o esforço para capacitar a população brasileira vai ser grande. A pesquisa mostra que apenas 13% dos brasileiros têm capacidade alta ou moderada de ler ou entender a língua inglesa, enquanto que 86% têm nenhuma ou baixa capacidade de compreensão. No mundo, 61% da população tem capacidade alta ou moderada de compreender o idioma inglês, enquanto 36% têm nenhuma ou baixa capacidade.

Sobre o IBOPE Inteligência

O IBOPE Inteligência é uma organização do Grupo IBOPE que contribui para seus clientes terem conhecimento e compreensão adequados da sociedade e dos mercados onde atuam, auxiliando na tomada de decisões táticas e na elaboração de estratégias no planejamento de negócios.

Seu diferencial está baseado em uma equipe multidisciplinar integrada, profissionais altamente qualificados e especialistas no conhecimento do cidadão e do consumidor.

Sobre a WIN

Criada em 2007, a WIN é uma rede global de pesquisa de mercado e informações, composta atualmente por 67 empresas, presentes em todos os continentes.